Dieta Gracie: O método alimentar de sucesso.

Como grande mestre Carlos desenvolveu o método alimentar de sucesso

GracieDiet1Hoje em dia, muito se fala sobre dietas. Existem as mais variadas e criativas possíveis, algumas receitadas para combater doenças, obesidade e até para melhorar o rendimento do organismo em atividades físicas. Se os atuais habitantes do planeta parecem conscientes sobre aquilo que põem para dentro do seu corpo, o fato é que nem sempre foi assim.

Após sofrer com fortes enxaquecas, capazes de o deixar trancado no quarto por horas, doenças na pleura e até gota, grande mestre Carlos Gracie se deu conta de que algo tinha de mudar. Nas palavras do filósofo Hipócrates estava a dica essencial, que o primeiro Gracie a treinar Jiu-Jitsu seguiria a partir daí: “Faça da alimentação o seu remédio”.

Com fome de conhecimento e um temor danado de doenças letais como a tuberculose, que assolava o Rio de Janeiro, Carlos passou a ler cada vez mais sobre o assunto e durante anos a fio foi compilando todo o aprendizado para desenvolver aquela que seria consagrada como a Dieta Gracie. Os problemas de saúde ficaram para trás e o outrora jovem debilitado tornou-se um homem atlético.

O próximo passo então era comprovar a eficiência do método, e para isso, ninguém melhor do que a própria prole para testar as descobertas. Carlos Gracie incutiu nos filhos, sobrinhos e netos a necessidade de escutar o corpo e a ele oferecer alimentos que sirvam somente para seu benefício.

Aos poucos, o biótipo da família foi sendo alterado e os descendentes do grande estre cresciam cada vez mais do que os seus 1,60m e 63kg. De fato, conforme o filho Carlinhos Gracie atesta: “A alimentação saudável modificou uma família inteira”.

Outra lição que o mestre pregava era fazer as refeições com intervalos de, no mínimo, quatro horas, voltando a se alimentar somente quando o estômago estiver vazio novamente.

Mas afinal, do que se trata a Dieta Gracie? Ela consiste em não envenenar o corpo, não deixá-lo doente e estabelecer uma combinação adequada dos alimentos. O objetivo principal é manter o pH das refeições o mais neutro possível, equilibrando as substâncias através da combinação certa, a partir de um cardápio tão variado quanto saboroso. No prazer de comer bem, reside o segredo de se conseguir manter a dieta por décadas a fio.

A combinação idealizada por grande mestre Carlos é global e supre qualquer problema. Trata-se, essencialmente, de não misturar:

* Cereais entre si

* Gordura com açúcar

* Alimentos ácidos com nenhum outro tipo.

Os 10 mandamentos da dieta Gracie

Fora a ideia base da combinação correta entre os alimentos, há alguns mandamentos simples para seguir:

  1. Não contarás calorias, mas respeitarás as porções de cada alimento;
  2. Tomarás um copo de água ao acordar e outro antes de dormir;
  3. Comerás 3 refeições principais em um intervalo de no mínimo 4 horas entre elas;
  4. Jamais comerás lanches entre as refeições principais;
  5. Comerás até se sentir 80% cheio, ou seja, apenas o necessário para saciar a fome;
  6. Comerás apenas quando sentir forme;
  7. Nunca comerás carne de porco;
  8. Nunca beberás álcool;
  9. Jejuarás 24 horas uma vez por mês para desintoxicar o teu corpo;
  10. Eliminarás sobremesas e refrigerantes no início da dieta, mas depois aprenderás como e quando comer sobremesa;

A estrutura da dieta Gracie – Cardápio

Primeiramente, é necessário estabelecer o ponto em que você está. O que você já faz de certo e o que ainda está fazendo de errado? Só então você pode estabelecer seus objetivos e registrar o seu progresso.

Antes de iniciar a dieta em si, é necessário implementar pequenas mudanças. Esta preparação para a dieta Gracie envolve três fases, cada uma durando uma semana. Em cada fase, você implementará uma nova mudança.

Fase 1

Comer apenas 3 refeições, com no mínimo 4 horas entre cada uma. Se sentir fome entre as refeições, a indicação é beber bastante água e assim acostumar o corpo à nova rotina.

Cortar doces e sobremesas. Mais tarde, as sobremesas voltarão, mas a ideia é se acostumar a ficar sem elas. Com o tempo, talvez você nem sinta mais necessidade de comer sobremesa. Se continuar com fome, coma mais do alimento preparado para a refeição em si.

Fase 3

Você aprenderá a não combinar os carboidratos (grupo B) na mesma refeição.

Quando estas fases terminam, você então aprenderá os detalhes das combinações dos diferentes alimentos.

Uma dieta com um cardápio variado, sem alimentos ou suplementos mirabolantes, eficaz, ao mesmo tempo em que é fácil de seguir (não conta calorias!), e feita para dar saúde e energia para quem pratica esportes. Se você queria uma dieta assim, então a dieta Gracie pode ser uma boa alternativa.

Segredo de família

Como o nome indica, a dieta Gracie foi desenvolvida por Carlos Gracie, patriarca e primeiro da linhagem da família que desenvolveu o jiu-jitsu brasileiro. Carlos sentia que seus problemas de saúde (enxaqueca, gota e pleuralgia) afetavam seu desempenho como atleta. Foi aí que ele começou a estudar, por conta própria, sobre nutrição e o funcionamento do corpo.

Assim, a dieta Gracie foi feita com o objetivo de fornecer energia e nutrientes para atletas. A dieta não foi feita para perder peso, mas com a inclusão de alimentos saudáveis e a retirada dos nocivos, mais a prática da atividade física, é possível perder peso de verdade.

Ao longo de 75 anos, a dieta Gracie foi desenvolvida e aperfeiçoada, tendo como “cobaias” os próprios membros da família. Em 2012 Rorion Gracie, sobrinho de Carlos, lançou o livro “A Dieta Gracie – O Segredo dos Campeões”.

Como funciona a Dieta Gracie

Um ponto importante da dieta é que ela é voltada para a mudança definitiva dos hábitos alimentares. De acordo com Rorion, “o livro tem uma abordagem bem gradativa sobre como implementar mudanças, facilitando para que qualquer um se adapte”. Isto é muito importante, já que frequentemente as pessoas desistem de dietas e da reeducação alimentar porque as mudanças são muitas e muito bruscas. A ideia é mudar completamente seus hábitos por outros melhores.

A dieta Gracie se baseia mais no valor nutritivo de cada alimento do que em suas calorias. Ela também leva em consideração a forma como o corpo processa estes alimentos e como estes alimentos interagem entre si.

As comidas são divididas em seis grupos:

Grupo A: carnes, gorduras e oleaginosas, verduras e hortaliças
Grupo B: carboidratos
Grupo C: frutas doces e queijos
Grupo D: frutas ácidas
Grupo E: leite
Grupo F: creme de leite

Há também a orientação de quais alimentos podem ser combinados. Confira a tabela abaixo retirada do site da revista GRACIEMAG:

image: http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2014/06/tabelagracie.gif

tabelagracie

Atividade física

A dieta Gracie foi desenvolvida tendo em mente pessoas fisicamente ativas. Portanto, se você não pratica nenhuma atividade física e quer seguir a dieta Gracie, você tem que implementar um atividade assim no seu dia a dia, mesmo que sejam exercícios de baixo impacto.

Por que fazer a dieta Gracie?

É verdade que as combinações de comidas são complicadas no início e você pode demorar a aprendê-las. Se você costuma lanchar, então é provável que sinta fome entre as refeições na fase inicial. Entretanto, uma vez que você aprende as combinações e as porções corretas, ela é uma dieta fácil de seguir. Ela também ajuda você a eliminar os lanches desnecessários e sobremesas, e também a fazer escolhas mais conscientes na hora de montar seu prato.

Além disso, a dieta Gracie estimula uma vida saudável como um todo, não apenas na alimentação, mas na prática. E mesmo que a dieta não seja respaldada por estudos científicos, ela se baseia em princípios nutricionais e médicos comprovados. Rorion Gracie tem tanta confiança na dieta, que diz que se tivesse que escolher entre seu conhecimento de jiu-jitsu e seu conhecimento da dieta, o lutador ficaria com o segundo. Lembre-se, porém, que a dieta Gracie não foi feita para a perda de peso. Se você se interessou pela estrutura e princípios da dieta, procure um nutricionista para saber como ela pode ser adaptada para suas necessidades.

Isso não é tudo. Além da preocupação com os alimentos sólidos, o Gracie procurava uma complementação à base de chás, usando assim aquilo que é oferecido pela natureza para curar os males do homem. “Nosso corpo é uma máquina cujo óleo é o sangue. Se o sangue estiver puro a máquina trabalha bem”, reforça o faixa-coral Carlos Gracie Jr, um dos mais fiéis adeptos da dieta. “O objetivo de meu pai era manter os lutadores da família bem, ou seja, livres de qualquer doença que por ventura pudessem surgir e inviabilizar um possível combate”.

A inclusão das frutas como parte fundamental da alimentação também pode ser creditada ao grande mestre. “Cerca de 30 anos atrás as pessoas entravam na minha casa e viam aquela dispensa cheia de frutas e verduras. Todos achavam estranho, pois para a cultura da época fruta não passava de sobremesa, enquanto que para nossa família correspondia a 50% do regime nutricional”.

Pai de 21 filhos e avô de mais de 50 netos, o patriarca dos Gracie teve, curiosamente, no irmão Helio a melhor defesa de sua tese. Adepto ferrenho da Dieta, grande mestre Helio foi uma criança frágil e doente. Com a dieta, passou a esbanjar saúde até seu falecimento.

“Quando ninguém falava em nutrição meu pai percebeu a validade de cortar a carne vermelha antes das lutas de tio Helio”, lembra Reila Gracie. A comprovação dos bons efeitos disso não demorou a acontecer: em 1955, Helio lutou com Waldemar Santana durante 3h40min ininterruptamente. Vale lembrar que, em 1955, Helio Gracie já estava com 42 anos, enquanto Waldemar não havia completado 24.

Resumir, portanto, a ciência de grande mestre Carlos a uma simples dieta é diminuir muito sua obra.

“Ele antecipou várias das hoje tão propagadas descobertas científicas, como o papel benéfico do caroteno, substância encontrada no mamão e na cenoura, o conceito de radicais livres e a medicina ortomolecular. Isso sem falar de seu pioneirismo em relação ao hábito de tomar açaí, suco de melancia, água de coco e vitaminas batidas”, diz Reila. Carlinhos completa: “Todos devem dosar o trabalho com alimentação. Nós despertávamos isso em nossos alunos e estes influenciavam outras pessoas. Daí o aparecimento de restaurantes naturais, casas de suco e toda uma onda de alimentação natural provocada por nós. Vejo o meu pai como grande precursor da alimentação natural aqui no Brasil”, afirma Carlinhos.

Quem quiser comprovar tais teses basta seguir a Dieta Gracie, mostrada nas tabelas abaixo:

Dieta Gracie

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *